skip to content »

crafuslibo.tk

Ver o esquecido online dating

ver o esquecido online dating-42

Meus conselhos são: – Papo pela internet com cautela – não revele seu endereço, telefone, email, dados pessoais, dados de família, nada afim.E também não saia adicionando qualquer um à sua rede social (Orkut, Facebook…) – Não mande dinheiro para ninguém, jamais – a chance de você perder a grana é muito, muito, muito grande.

Os chamados “golpes de relacionamento” atingem cidadãos de várias nacionalidades, que, ao buscarem travar contato e ter relacionamentos com supostas cidadãs russas ou bielorrussas pela Internet, tornam-se vítimas de armadilhas nas quais são levados a transferir somas de dinheiro para contas bancárias no exterior. Ou seja, a AIG, cujo prédio eu vejo todas as vezes em que vou comer ostras no South Street Seaport, é um monstro de Loch Ness. Ah, e além disso, a AIG é a seguradora das seguradoras. Disse alguém no meu ouvido: “é como se fosse um banco que não é um banco, ou um ônibus que não é um ônibus”. A infraestrutura é mínima, os recursos policiais, duvidosos e sua segurança está em altíssimo risco.Cidade grande, com infra para turistas, só essas duas.” Mas se qualquer uma dessas empresas fosse à falência, a AIG não teria como pagar, porque essa enorme máquina está falida.

Mas mesmo falida, estava sendo subsidiada pelo “bailout” do governo.

– Se for marcar para conhecer sua suposta cara-metade virtual, marque em algum lugar ‘neutro’, como alguma capital da Europa.

Se sua amada (ou amado) não tiver recursos, no máximo, envie uma passagem comprada para alguma dessas cidades.

Em ambos os casos, o dinheiro, obviamente, some, levando com ele a russa bonita, inteligente e disponível.

Outra variante do golpe é o brasileiro incauto viaja sozinho, sem conhecimento da língua, para uma cidade láááá do interior, sendo ripado de todas as formas possíveis e imagináveis, perdendo uma boa grana e sendo largado à própria sorte.

– Leia o post no blog antigo sobre o tema e veja os comentários. E veja ainda quantas pessoas perguntam sobre pequenas cidades russas, onde elas ficam, se são seguras…